post05

Coração saudável nos idosos: A importância da alimentação

Com o avançar da idade, observamos várias mudanças corpóreas e sabe-se que muitos fatores podem influenciar na velocidade e intensidade do processo de envelhecimento. Dentre estes podemos citar a alimentação, o meio ambiente e o estilo de vida.

Para manter uma alimentação equilibrada e o coração saudável, sigam as seguintes orientações:

- Consuma adequadamente proteínas (carnes magras, peixe, ovos, leite, iogurte, queijos), pois é fundamental para a manutenção da massa muscular, evitando a fadiga e a perda da força. As carnes devem ser magras, frango sem pele e peixe sem couro. Considerar a importância do leite e produtos lácteos na saúde óssea, na contração muscular e na ação do sistema nervoso, importante contribuinte para redução do risco de osteoporose.

- Consuma os carboidratos (pães, arroz, massas, biscoitos) integrais como forma de minimizar as alterações de glicose no sangue e manter o bom funcionamento intestinal.

- Consuma as hortaliças fortemente coloridas: verde-escuro, alaranjadas ou amarelas que são fontes de fibras e das vitaminas A, C e ácido fólico; as frutas, legumes e verduras crus e cozidos, com casca e bagaço sempre que possível para aproveitar integralmente estes alimentos com o uso de talos e folhas.

- Consuma os alimentos ricos em gorduras e açúcares moderadamente. Evite o uso de gordura de porco, peles, bacon ou torresmo. Utilize óleos vegetais (soja, milho, girassol e canola) em pequenas quantidades para preparar as refeições. As gorduras poliinsaturadas e monoinsaturadas devem ser priorizadas. As principais fontes de gorduras insaturadas (mono e poliinsaturadas) são os óleos vegetais (exceto os de coco e de palma), o azeite, o peixe, as oleaginosas (noz, amêndoa, amendoim, caju, avelãs, etc.) e as sementes (de sésamo, de linho, girassol, abóbora, etc

Tão importante quanto os nutrientes, a água desempenha um papel fundamental para a saúde. Ingira 6 a 8 copos de líquidos por dia ou mais.

Fonte: Sociedade Brasileira de Cardiologia
Colaboração: Renata Gonçalves
Nutricionista do GANEP (Grupo de Nutrição Humana)